Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DN & Companhia

A desertificação humana...  É, nosso principal problema! 

varosa .jpg

 

A desertificação humana 
É nosso principal problema! 


Todos os problemas são problemas, mas há alguns que provocam ainda muitos mais problemas.
O efeito depressivo que a falta de pessoas tem nos territórios deve ser ponderado e tomadas medidas urgentes. 
A região caminha para o desaparecimento humano?
O trabalho dos Municípios não é já suficiente e é muitas vezes inglório porque não é acompanhado por políticas adequadas dos governos centrais!
Para além do trabalho em rede, criando-se uma comunidade apoiada e motivada, teremos que exigir medidas suplementares que promovam fixação de empresas e fomentem a empregabilidade. 
São vários os exemplos de Municípios que tudo fazem na região para atrair investimento multiplicador. 
Há casos de sucesso, mas ainda assim insuficientes. 
Só a instalação de  grandes estruturas empresariais poderiam mexer estruturalmente com o emprego e consequentemente com a contenção da fuga de gente para outras regiões do país e estrangeiro, ou atrair pessoas para a região. 
Para ambicionarmos algo do género , precisamos de uma estratégia conjunta e encontrar-se um critério que defina a localização mais adequada, independentemente do concelho. 
As características do território do Douro Sul, o facto de termos um aeroporto de referência, um porto de grande capacidade,  ferrovia a caminho da Europa bem perto, e rede viária razoavelmente organizada, permitirá demonstrar as vantagens de instalar nesta região investimento de relevo. 
Já se estão a perguntar a que Aeroporto me refiro, mas claramente todos sabemos a resposta. O Aeroporto Francisco Sá Carneiro está a cerca de hora e meia, e, como as distâncias se medem em tempo, o aeroporto fica já ali. 
A diferenciação pelas intangíbilidades notáveis e notórias, as características climáticas e geográficas, a monumentalidade, a gastronomia e os contextos humanos em geral, serão, havendo uma  estratégia conjunta adequada e objetivada, grandes argumentos. 
Há, por tudo isto, e a par do excelente trabalho já realizado pelos Municípios e Instituições, a necessidade de fixarmos um objetivo claro de atrairmos investimento relevante e impactante para o Douro Sul. 
Agir é a solução  e partirmos, a uma só voz, para o mundo à procura desse investimento. 
Se acharmos que é difícil, então nunca acontecerá!
Douro Sul - a cidade que se impõem, tem futuro!

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Contactos