Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

DN & Companhia

Social Democracia - precisa-se, sempre!

portugal bandeira.gif

 Social Democracia - precisa-se, sempre!

 

Há uns dias salientei a urgência de um projeto de social democracia para Portugal.O título da nota que escrevi era: Social Democracia - precisa-se!

Entretanto Pedro Passos Coelho recandidata-se a um novo mandato para Presidente do PSD com o slogan : Social Democracia - sempre!

 

Tenho em mim o registo, de um Pedro Passos Coelho, muito positivo, como ser humano e Homem político . Já escrevi também que a história lhe vai fazer justiça e valorizar o seu papel neste recente contexto sócio económico no nosso país. O modelo de governação seguido, fortemente condicionado pela troika, foi, penso eu, em muitas situações, contra as suas convicções pessoais e ideológicas, profundamente humanistas e sociais democratas.

 

Poderíamos ter feito outros caminhos, sempre pensei eu, mas acredito que havia e há em Pedro Passos Coelho, a sincera convicção que, agora menos condicionado, poderia, se continuasse a ser governo, implementar em Portugal um verdadeiro projeto social democrata.

Por isso, desejo que se assuma, com clareza, que algumas das medidas adotadas por força dos compromissos internacionais, depois de o país ter caído em estado lastimoso, não eram de todo, ações de um governo social democrata.

 

Assumir o passado dá credibilidade ao presente e confiança para futuro.

 

Sem esta catarse, o PSD nunca conseguirá tornar confiável um projeto genuinamente social democrata que venha a apresentar aos portugueses.

Se este novo caminho for construído em terreno comunicacional, percecionado pelos cidadãos como pouco coerente, estaremos a caminhar para um lugar com precipícios bem altos!

 

Ao Pedro tem que ser  possível fazer esta catarse, vincar a essência. Se não o conseguir, é  vital que  estejamos todos conscientes da necessidade de mudança interna. Portugal precisa da afirmação politica com identidade.

 

Portugal e os portugueses merecem conhecer  um projeto novo, alicerçado na confiança, na simplicidade, na clareza e estruturalmente inclusivo.

 

A social democracia não deixa ninguém para trás, ajuda sempre os que caminham com maior dificuldade.

 

Construamos um novo caminho , genuinamente com a marca Portugal.

DN

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Contactos